14 motivos para amamentar o seu bebê

Cristiane_Brasil_defende_a_Amamentação

O Dia Mundial da Amamentação é celebrado em 1º de agosto e tem como objetivo incentivar, conscientizar e esclarecer sobre a importância de se amamentar para a sociedade. A data motivou a definição de agosto como o mês do aleitamento materno, de acordo com a lei 3452/2015.

Dessa forma, cabe ao governo promover uma série de ações relacionadas ao aleitamento materno, tais como: palestras e eventos; campanhas a favor da amamentação na imprensa; reuniões com a comunidade; ações de divulgação em espaços públicos; entre outros.

“A ciência recomenda o leite materno como único alimento, pelo menos, até os seis meses de vida do bebê. É o melhor alimento que um bebê pode receber até dois anos ou mais, sendo ideal para o desenvolvimento infantil”, explica Cristiane Brasil, deputada federal e pré-candidata à reeleição pelo PTB-RJ.

Diversos estudos, incluindo um do Hospital Infantil de Boston, nos Estados Unidos, revelam que o leite materno estimula o desenvolvimento cerebral no primeiro ano de vida. Sabe-se ainda que, quanto mais tempo uma criança é amamentada, melhor será o desempenho cognitivo.

Nove benefícios para o seu filho

  1. O leite materno provoca menos cólicas nos bebês;
  2. Reforça a formação do sistema imunológico do bebê, previne alergias, obesidade e intolerância ao glúten;
  3. Previne a anemia;
  4. Possui a molécula PSTI que protege e repara o intestino delicado dos recém-nascidos;
  5. O Leite possui uma proteína que combate vírus e bactérias do trato gastrointestinal;
  6. Amplia o vínculo entre mãe e filho, o que ajuda a criança se relacionar melhor com outras pessoas;
  7. A sucção ajuda no desenvolvimento da arcada dentária do bebê;
  8. Bebês que mamam, exclusivamente, no peito até os seis meses possuem menos risco de apresentar asma e artrite reumatoide posteriormente;
  9. A vitamina ômega 3, no leite da mãe, colabora para o desenvolvimento e crescimento dos prematuros nos primeiros meses de vida.

Cinco benefícios para a mãe

  1. Protege a mãe contra o câncer de mama e de ovário;
  2. Protege a mãe contra doenças cardiovasculares no futuro.
  3. Amamentar é importante para o descolamento da placenta, permitindo que o útero volte ao tamanho normal;
  4. Evita o sangramento excessivo da mãe, evitando uma possível anemia;
  5. Diminui o risco de a mãe apresentar síndrome metabólica, como doenças cardíacas e diabetes após a gravidez, especialmente para a mulher que teve quadro de diabetes gestacional.

Equipe Cristiane Brasil